Trabalhos Acadêmicos e a Página em Branco: Como começar?


folha_em_BRANCO

Quem está na faculdade e tem que fazer trabalhos de final de semestre, com aquela estruturinha de artigo acadêmico, conhece a sensação desesperadora da página em branco.

Alguns escrevem e apagam títulos para um trabalho ainda não concluído, outros tentam começar pelos objetivos do trabalho, mas não se sabe de onde eles vem, outros vão para o referencial teórico, mas não sabem qual o problema para fundamentar.

Isso quando conseguimos começar a escrever algo de fato.

Já sofri muito desse mal e ainda sofro,  o que costuma a ajudar é usar a técnica do esquema, que além de orientar o que escrever como se fosse uma ficha de cadastro de informações, servirá para que seu texto não se torne uma sopa de letrinhas.

 

O esquema padrão de um trabalho acadêmico é:

Introdução

                Justificativa

                Problema de pesquisa

                Objetivos de pesquisa

Referencial Teórico

Metodologia

Cronograma

Resultados

Perspectivas Futuras

Conclusão

Referências Bibliográficas

 

Isso ocupa meia página quase e já ajuda um pouco a te orientar, bem como supre o pavor da “página em branco”, contudo… isso não supre o pavor do “tópico em branco”.

Quando não se está muito acostumado ou estamos com um tema difícil é complicado definir o que escrever em cada tópico e como organiza-lo, por isso achei melhor dar uma melhorada na coisa:

 

Introdução

                Justificativa

                             – Importância para sua área da pesquisa

                              – Importância prática/social da sua pesquisa

                Problema de pesquisa

                Objetivos de pesquisa

(obs: geralmente o problema vem antes da justificativa, coloco nessa ordem para que seja feito um desencadeamento lógico até se chegar ao problema em questão, para mim fica mais encaixadinho tudo)

 

Referencial Teórico

                Seu tema principal

                                – Histórico

                                – Situação atual

                                – Situação problema

                Seu tema secundário

                                – Histórico

                                – Situação atual

                                – Situação problema

                 Como esses temas se relacionam

– Qual o marco teórico ( algum autor ou autores que falam de ambos os temas ou que falam coisas que permite interrelacioná-los)

– Enfoque da sua abordagem ( qual a corrente teórica que vai seguir, aqui é o espaço de citar os autores que acha pertinente ao problema de pesquisa)

 

Metodologia

                Teoria da Metodologia

                – Falar um pouco das opções de metodologia que você possui:

                                – Pesquisa quantitativa, qualitativa ou quali-quanti (suoerficialmente)

                                – Natureza da pesquisa ( focar um pouco mais)

– Procedimento de pesquisa( definir e demonstrar as possibilidades existentes para o seu tipo de pesquisa de forma mais detalhada)

– Qual a metodologia no seu trabalho dentro desse horizonte

– Abordagem metodológica (quantitativa, qualitativa ou quali-quanti, explicar um pouco o que é a que escolheu)

– Natureza da Pesquisa (empírica, bibliográfica, autobiográfica)

– Procedimento de Pesquisa (indicar se será e justificar etnográfica, laboratorial, experimental, pesquisa ação, história oral, bibliográfica, documental, estudo de caso, estado da arte ou pesquisa da própria prática)

– Descrever o procedimento de pesquisa detalhadamente (neste caso cada caso será um caso)

 

Cronograma (se for o caso)

Resultados ( Finais ou esperados)

Perspectivas 

– Tópicos não abordados mas que precisam ser explorados, dificuldades que precisam ser reanalisadas, pontos confusos

Conclusão

Referências Bibliográficas

 

Pronto! Seguindo esse modelo, já terá uma página e pouco escrita e estará muito mais próximo de concluir o trabalho!  \o/

Claro que cada trabalho vai ter sua particularidade e com o tempo recomendo adaptar esse modelo para a sua área de estudo, por enquanto, espero que ajude.

Cistite, infecção urinária e complicações

Antes de mais nada, não sou médica, nem absolutamente nada da área da saúde!!! Só uma pessoa que sofreu com essa doença por 1 ano e quer alertar quem não conhece os riscos.

 

O que você sente?

cistite-rimedi

Primeiro:

Vontade de ir ao banheiro toda hora! (sim a principio é basicamente isso)

 

Segundo:

Ardor ao urinar, é uma sensação estranha mas num geral se descreve assim.

Nessa fase já pode ser possível ver alteração na cor da urina, fica embaçada.

 

Terceiro:

Dor nas costas!

colica-renal-300x3001

Sim, dor nas costas e aqui está meu maior alerta, muitas vezes não percebemos os sintomas anteriores, ou estamos ocupadas demais para isso, vem essa dorzinha nas costas que pensamos ser mau jeito, mas não! É o seu rim, um órgão VITAL que está passando por GRAVES apuros. Sua infecção não está mais só na sua bexiga.

A dorzinha é um pouco diferente da muscular, quando é muscular vc sente doer quando se movimenta, a dor dos rins parece mais constante e o teste fatal é dar uma LEVE batidinha em cima dela. Não recomendo fazer isso em casa de forma alguma.

 

Uma pausa para um relato:

Tive este problema quando estava com mais uma das minhas infecções, na altura já havia me acostumado com elas, minha médica simpática não receitou nada e mandou eu esperar os 7 dias para o exame ficar pronto! Já havia uns 4 dias que eu estava com dor nas costas “por causa da mochila pesada”.

Certo dia cheguei em casa comentei com a minha mãe, ela preocupada deu uma batida SUPER leve nas minhas costas pra testar… fui para a cama, pq tava malzinha de dor da infecção urinária normal, a dor aumentou como em uma pontada de cólica, fui avisar a mãe e pela cozinha acabei ficando, saí com os enfermeiros/medicos.

Devo dizer que a experiência de uma dor dessa foi única! Fiquei por umas horas como se tivesse sido drogada, a medica que veio me buscar até hj esta na minha memória como um anjo (o.o acho que só quem passou entende). Mas definitivamente não recomendo isso para ninguém!

Enfim…

Solução:

O tempo passou, consegui superar essa fase de cistite crônica e não graças a essa médica. Usei chá de picão preto (sim, esse nome é péssimo!) quando eu sentia algum incomodo ou quando tinha alguma relação. Quando a coisa apertava tomava um remedinho mais leve que os antibióticos (que não vou falar o nome, procurem o médico). Antibiótico ja diz no nome o quanto faz mal.

Para reduzir a dor quando tive que esperar o exame ficar pronto eu tomei um chá de canela com gengibre, MUITO forte (pedaço de 1cm e 1 colher de pó de canela fervidos por 5 min), deixa meio feliz pq são estimulantes, não curam, mas ajudam a segurar o desconforto até ia ao medico.

Mas recomendo fortemente que: se seu medico pedir para fazer o exame e falar para voltar em uma semana sem te receitar nada mande ele… quero dizer, vá a outro.

Eles pedem uma semana para passar o remédio certo depois do resultado do exame, mas dependendo da situação pode ser muito tempo.

 

O motivo do alerta:

Certa vez em uma mesa de casamento conversei com uma mãe e ela fez um alerta, que após a morte de sua filha fazia a todas: Cistite é mais perigoso do que parece, sua filha teve 3 dias de internação apenas.

A maior parte dos casos é como o meu, é possível agonizar com esse incomodo péssimo por semanas, mas há casos que progride muito rapidamente.

Prioridade pela vida meninas! Devemos trabalhar para viver BEM e não viver para trabalhar.

 

Como pegar e como evitar?

– Limpar o bumbum errado: (isso serve para as adultas viu??) constrangedor falar isso, mas importante: mulheres, a direção certa de limpar é para trás!!! Nunca puxe sujeira para as áreas que vc precisa manter limpas. Tem quem recomende um banho.

– Alimentação ácida: abacaxi, suco de maracujá e basicamente tudo, é ácido (limão é uma exceção ácida permitida). Se as coisas não vão bem, esses sucos vão piorar. Vivi muito tempo a suco de caju, pelo menos é barato e não afeta o sistema.

– Relação sexual:

É a causa mais comum. Já observei entre amigas que as chances de ter cistite depois de uma relação aumentam se o relacionamento está mal (leia-se, brigas e falta de amor). Então se a coisa ta tensa entre vcs atenção dobrada!

– Evite relações com a bexiga cheia, isso atrapalha também.

– Tome cuidado com as posições, se você tem tendência a ter cistite é bom evitar pressionar sua bexiga, logo, evite coisas muito… profundas.

– E se você curte: Da área de lazer para esgoto pode, o contrário NUNCA.

Se não pode evitar e teve relação de alguma forma acima citada recomendo o chá de picão preto umas duas vezes no dia (a planta ok?).

 

Obs: há varios outros motivos, como pedras nos rins, sistema imunológico fraco, estresse, medicação, mas considero esses de cima os mais comuns.

Mães

cistite_1

Crianças também tem cistite! Digam para suas filhas que se sentirem alguma coisinha estranha para fazer xixi para avisar, observem e se a urina estiver embaçada, corra para o médico, o seguro morreu de velho!

As vezes que tive quando criança foram leves e curaram sem fazer nada mas há risco.

 

Gateiras

gatos-melhores-artigos-1-620x400

É uma das doeças mais comuns em gatos e gatas também e pode também levar a óbito, minha amiga perdeu um amiguinho assim. Eles começam a ir menos na caixa de areia e pode acontecer de fazerem xixi fora do lugar, não briguem com eles, se isso acontecer é melhor levar no veterinário.

Verifiquem também o teor de sódio da ração, algumas como a Whiskas, tem sódio pra caramba.