A Dança

Saltando de um ponto para o outro, agitando suas formosas vestes em um belo contraste de preto e branco, ora se aproxima, ora se afasta em uma dança de exibição e leveza.

Na platéia daquele espetáculo ela o observa, parecendo interessada em qual será a próxima cena da apresentação. Naquele momento ela não está preocupada com casos passados, não se preocupa com casos futuros. Apenas o observa em seus movimentos firmes e suaves, dignos de alguém com quem ela gostaria de estar.

A cada movimento de sua dança ele se aproxima mais, não quer ser indelicado a ponto de arriscar chegar perto demais e assustá-la. Quer conquistá-la, quer que sua dama o queira por perto. Sempre.

Quando estão a um bico de distância ambos se observam, o tempo parece parar enquanto uma eternidade se passa brevemente. Os dois olhos negros ficam frente a frente cientes de que ainda que haja milhares de outros olhos como aqueles no mundo, não são eles que os dois desejam.

Não estão preocupados se merecem um parceiro melhor, ou se são bons o suficiente. Têm uma vida sem comparações em que sabem que aquele a sua frente possui todas as graças de que precisam, se algum outro tiver mais graças, de que lhes importa?

Um salto coordenado

Uma troca de lugares nos galhos

Um bater de asas tão rápido quanto o bater de seus pequenos corações.

Está selado o casamento que não precisa de papéis, acordos, partilhas. Não haverá separação da família, ou amigos.

A única partida que conhecerão será a das longas viagens que farão juntos. Conhecendo paisagens, revisitando lugares e talvez cantando em sua janela, junto da parceira escolhida, uma canção alegre digna do vôo da andorinha.

House_Martin_(Delichon_urbicum)_(1)

Anúncios

Onda

Sua casa, uma simples construção feita há anos, se camuflava com a paisagem do local, sua vida baseada na pesca a tornara forte para nadar e resistir a um mergulho mesmo nos dias mais gelados.

A família era grande, o tempo que não passavam pescando estavam descansando na beira da água.
Neste dia subiu em uma ilha para descansar após um longo mergulho. Enquanto preparava-se para voltar para junto de todos, percebeu um movimento estranho na água, aquele movimento circulava sua ilha e parecia reduzi-la, mais e mais.

Seus olhos negros fitaram o horizonte, estava longe demais.

O movimento de repente parou, mas antes que pudesse considerar um mergulho viu, naquelas aguas sempre calmas, se formar uma onda, muito maior do que jamais vira, pensou na costa, mas antes q pudesse pensar em qualquer outra coisa a água a atingiu.

Sua força arrebatadora não deu chances de se fixar ao escorregadio e chacolejante pedaço de chão. Estava na água.

A costa pareceu ainda mais distante. As orcas que organizaram sua emboscada, perto demais.

onda-azul-wallpaper

Natureza: Parte da Construção Humana

Muitas vezes a natureza é ainda vista como impedimento ao progresso, muitas como parte e não todo.
Os conhecimentos passados são deixados para trás e vistos como ultrapassados em um movimento natural de boa parte das sociedades que conhecemos, em que tudo rapidamente te torna obsoleto.
Mas, a resistência do passado permanece e mostra sua função e importância como lição de vida e aprendizado.

As fotos abaixo são um método adotado na Índia que compreendeu a natureza, e ao invés de ir contra ela a utilizou para se favorecer.

Chuvas torrenciais não são conhecidas apenas por paulistanos. Os indianos também sofrem desse mal e bastante! possuem chuvas de até 15m por ano!

Com a alta dos rios era comum o povo de Cherrapunji (estado de Meghalaya) perder suas pontes (é, assim como nós perdemos as nossas). Mas com uma ajudinha da natureza e uma engenharia elfica encontraram uma solução!

Cultivar pontes!

pontes-vivas

As arvores da espécie Ficus Elastica, são comuns para nós, soltam raízes aereas e “acabam com calçadas e muros”. Para o povo de Cherrapunji tornaram-se a solução. Suas raízes são torcidas e trabalhadas com outros materiais e formam em 15 anos pontes capazes de suportar o peso de mais de 50 pessoas!

O melhor é que ao contrario das pontes comuns, com o tempo só se tornam mais firmes e melhores!

Ficus elastica

Ficus elastica

Pontes-Vivas-03

LivingBridges2

LivingBridges7

PONTE_VIVA_DA_INDIA_15

com_limao_india_pontes_naturais-destaque

Conhecer uma espécie antes de planta-la,

conhecer a força da natureza,

se aliar a esta força e

lembrar das tradições

É uma das melhores formas de reduzir enfrentamentos homem x natureza, reduzir esforços e gastos de material e energia nessa guerra inútil.

 Pontes-Vivas-06

Pense Nisso: Alimentação

Fonte: Clube de Criação de São Paulo

Fonte: Clube de Criação de São Paulo

 

Os números acerca do desperdício de alimentos no mundo são espantosos, por ano são perdidas 26,3 milhões de toneladas de alimentos, capazes de alimentar 19 milhões de habitantes e representam uma perda anual de US$ 1 bilhão.

Muitos desses alimentos são perdidos antes mesmo de chegarem ao consumidor. Estima-se que 64% seja perdida apenas na cadeia produtiva enquanto que nos mercados 4,48% são perdas financeiras devido aos perecíveis.

Na fase de armazenamento e pré-preparo chega-se a perder 30% do alimento comprado, tendo em vista que é comum que o cliente deixe de consumir 20% do alimento que escolhe. Tem-se ao final do processo grandes perdas financeiras, ambientais e sociais.

Deve-se considerar no calculo dos prejuízos gerados pelo desperdício que essas perdas representam também perdas ambientais e sociais. Pois ambos são afetados por fatores como a dificuldade de disposição de resíduos, aos danos gerados ao meio ambiente na produção dos alimentos e a desigualdade social, tendo em vista que a fome é uma realidade atual.

Para redistribuir esses alimentos, reduzir os danos ambientais de produção e descarte, e atender a um público cada vez mais consciente, muitos restaurantes têm adotado estratégias de gestão que incluem a redução do desperdício de alimentos como o planejamento do cardápio, o treinamento da equipe e campanhas de conscientização.

A doação de alimentos não utilizados pelo restaurante é uma prática que poderia auxiliar em muito a redução dessas perdas, contudo, é evitada, a legislação determina que caso o alimento cause algum dano a saúde de seu consumidor este pode processar o restaurante.  

O QUE FAZER?????

É importante que com consumidor cada um faça sua parte e comece o controle na hora de escolher seu pedido. Perguntando-se quanto de fato quer e principalmente quanto PRECISA comer!

desperdicio_prato1

Caso queira colaborar não apenas com seu bolso e com o meio ambiente. Organize com sua família ou amigos uma campanha de doação de alimentos. As vezes o que parece pouco para você é tudo para outro!

Lampada Aromatizante de Ambiente

Estava eu hoje procurando um bom recipiente para colocar meu novo aromatizador de ambiente (que eu ainda ia fazer…rs) e sem encontrar nada bonitinho, encontrei uma lâmpada sem o fundo que eu ia utilizar como vaso há uns anos…

E assim ficou:

lampada_aromatizador_pronta_02

Achei super fofo e gostaria de compartilhar essa receita que une reutilização, artesanato e utilidades domésticas!

Você vai precisar de arame, alicate, lâmpada, óleo essencial, alcool de cereais e palitos (espeto de churrasco se quiser)


material

Vaso/ recipiente de Lâmpada

Raspe o fundo de uma lâmpada no chão áspero até o fundo sair, deve ter outros meios, mas desconheço…

Retire o interior com cuidado e descarte.

Pegue um arame e circule com MUITO cuidado no bocal da lampada.

lampada_aromatizador_arame

NUNCA faça força sobre o vidro da lâmpada, é muito quebradiço.

Use o alicate para acertar a pontinha do arame que tende a ficar para fora.

Ao terminar de rosquear verá que ficou frouxo! Tire do redor da lampada e aperte manualmente as argolas.

lampada_aromatizador_arame_02

Rosqueie de volta na lâmpada e pronto! Só fazer um ganchinho.

lampada_aromatizador_arame_03

Aromatizador de ambientes

– 100 mL de Alcool de cereal

– 50 mL de Água (Opcional, exala mais rápido sem água)

– Óleo essencial de seu gosto (funciona com a essencia oleosa, mas não tem o mesmo efeito)

– Gravetinhos (pode ser de churrasco)

Coloque o alcool na lâmpada ja preparada, pingue as gotinhas de óleo essencial (de 6 a 13).

lampada_aromatizador_alcool

A gata não é necessária para a receita mas ela não pareceu inclinada a se retirar….

Coloque os gravetinhos e pronto!

lampada_aromatizador_pronta

Considere que se quiser um cheirinho mais suave deve colocar menos gotinhas e que pode colocar mais óleo se for usar a água.

Dica: Se quiser é possível colocar corante (alimentar mesmo) e tingir a gosto.

Importância de um banho

Pensamento obvio: Pera, esse bicho é algum tipo de cachorro encontrado morto? Aff que post tosco…

mud_fox

o.o Não, é uma raposa super cute, que foi encontrada em uma poça de lama tentando sobreviver. Que bom que teve uma boa alma corajosa que a pegou a tempo, deu um banhinho e olha que coisinha linda!

mud_fox_normal

Lição do dia, antes de julgar pela aparencia de um bom banho, muito amor e carinho!

O Gato e a Raposa do Lago Van

Algumas amizades inesperadas podem virar a coisa mais fofa!

Esse é um caso.

O lago Van é o maior lago da Turquia. Vamos a um pouco de geografia.

Essa é a Turquia e o lago:

turquia_lago_van

Vista Google!

lago_van_turquia

Agora mais de perto!

turquia_lago_van_paisagem

turquia_lago_van_paisagem(Photo by Bryce Edwards via Flickr)

Achei a paisagem linda!

Se olhássemos mais de perto ainda perceberíamos que por ser muito alcalino há apenas uma espécie de peixe (endêmico) que consegue sobreviver nele e sua pesca tem sido combatida. Mas assim como combatemos o desmatamento…

Certo dia um pescador jogou um peixe e o gatinho e a raposa dividiram o peixe! A amizade desses dois então começou e há 1 ano são vistos próximos a cidade de Van, na beira do lago.

gato-raposa-1

Olha o gatinho fazendo graça:

gato-raposa-2

De tocaia:

gato-raposa-3

Lutinha!gato-raposa-4
gato-raposa-6

Corre!gato-raposa-7

gato-raposa-8

gato-raposa-9

E posando pra foto:gato-raposa-5

 

Mosaico: Itaipu

Não vou me delongar aqui explicando a importancia da mata ciliar, o impacto gerado por usinas hidrelétricas, as novas fontes de alternativa de energia, espero um dia fazer isso em outro post.

Gostaria hoje de deixar essa imagem que passeando pelo google maps achei.

Ela é referente a vista aerea de um trecho do lago formado pela Usina de Itaipu. Por lei, uma area ao redor da represa deve ser mantida com vegetação e por isso temos essa imagem que a mim mais parece um trabalho de um artista contemporâneo, mas sabemos que o artista dessa vez foi o homem numa obra de larga escala.

Itaipu_mata_ciliar

Obra: Itaipu

Autor: Humanos

Material: Mata, água e fazenda sobre Terra

Arco íris sem chuva

Mais uma curiosidade deste planeta.

Nem todos sabem ou pararam pra pensar mas é bem possível ter um arco-íris sem chuva, afinal, a fórmula para que ele se forme é luz e agua!

Como estamos em um país tropical, o arco-íris mais comum é aquele das chuvinhas de verão! Que muitas vezes você ve como um consolo após ter quase se afogado em tanta água.

Mas em locais mais frios o arco-íris pode se formar também pela presença de cristais de gelo no ar gerando Halos ao redor do Sol.

Achei neste blog fotos de um Halo no Brasil.

http://acayra.wordpress.com/2008/08/29/halo-circulo-de-arco-iris-em-volta-do-sol/

01_halo

 

Mas o arco íris natural, sem chuva significativamente raro e o mais lindo que já ouvi falar é o arco-íris de fogo. Dá só uma olhada!

 

02_arco_fogo

04_arco_fogo

 

A aurora boreal que me desculpe mas esses cristais de gelo pra mim deram de 10 em muita foto de aurora boreal que já vi!

 

05_arco_fogo

 

E aqui está uma prova de que o Brasil também é premiado as vezes. Esta foto foi tirada em Itanhaém (as cores da foto foram intensificadas), mas o fenômeno já aconteceu em Campinas também, verei  se consigo publicar aqui!

03_arco_fogo

 

Se quiserem ver mais fotos deste arco-íris de Itanhaém:

http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2012/12/astronoma-flagra-rarissimo-arco-iris-de-fogo-em-itanhaem-sp.html