A arte de engolir sapos

download

 

Com uma aparência que já causa desagrado à maioria das pessoas, os sapos, verdes e sebosos, enganam aqueles que acham que eles podem ser sempre escorregadios. Um sapo apenas escorrega garganta adentro se dominar a arte de engoli-los.

Não nos faltam chances de duelarmos com este mal amado anfíbio garganta adentro, se talvez fosse uma perereca, poderiam agradar mais a alguns.

Quando os primeiros sapos entram em nosso cardápio choramos e esperneamos, tudo parece possível, menos engolir aquele animal gosmento cheio de compridas pernas. Eles são aquela bolacha prometida  e não comprada por seu pai, aquele trabalho em grupo que só você fez, mas todos ganharam nota.

Gritamos ao mundo como aquilo é injusto talvez gritando o sapo não escorregue goela adentro.

Até que a vida adulta chega e os sapos que deve engolir afetam o rumo da sua vida, a promoção destinada aquele que só cantava e nada fazia, a ajuda sozinho aos pais idosos quando se tem irmãos, a demissão não merecida, o julgamento sem provas…

Seja então maior que seus sapos, cresça e aceite-os como se fossem um aperitivo da vida, te ensinando que nem todas as batalhas se deve vencer, mas que todas te trazem uma mudança e uma lição.

Quando aceitar os sapos em sua dieta perceberá o quanto podem ser nutritivos para a vida, te dando forças para caminhar e ver o outro lado.

O novo emprego que pode conseguir, a proximidade da família que pode ganhar, a falsidade que rondava, uma trilha nova a seguir.

Não posso dizer que será fácil, mas quem disse que era para ser?